segunda-feira, julho 04, 2005

cansaço....

Morro...
Agora derrubado pelo cansaço as horas vagas não me deixam regressar...empurram-me para uma cama que espera longas horas para que eu finalmente adormeça no seu leito, para que morra, e mate...para que perca um medo desconhecido de adormecer, uma vontade insolita de me manter acordado longos dias, que acabam por resultar em morte...do ser apenas e nada mais.

1 comentário:

irina disse...

Querido Ruben...

Não se morre tão facil...
A vida é aqui! Pode ver ela? Está te chamando!